Deferida | Autor(es): Helder Galvão // Felipe Van Boekel C. Hanszmann // Marcelo de Andrade Figueira | Categoria: Advocacia | Cidade: Rio de Janeiro - RJ

NÓS 8 | Coletivo de Advogados

Prática Deferida

Autor(es): Helder Galvão
Felipe Van Boekel C. Hanszmann
Marcelo de Andrade Figueira

Categoria: Advocacia

Estado: Rio de Janeiro - RJ

Link de Vídeo
Descrição resumida

NÓS 8 é um coletivo de oito advogados, dispostos a doar tempo e conhecimento jurídico para quem faz o mundo girar com boas ideias. A primeira plataforma de compartilhamento de conhecimento jurídico para o empreendedor, o universitário criativo, o desenvolvedor de aplicativos, o designer, a produtora que faz televisão e cinema, o músico, o artista de rua, ONG's, cooperativas, enfim, todos os empreendedores iniciantes e inquietos, porém menos abonados, poderão tirar dúvidas sobre as suas ideias e startups, fazer consultas, mediar conflitos e contar com a assessoria de oito especialistas sem ter que desembolsar nenhum centavo.

Explique como sua prática contribui para o aperfeiçoamento da justiça.

O NÓS 8 é uma plataforma (www.nos8.com.br), dedicada aos empreendedores iniciantes e menos abonados, que não tem com quem recorrer para tirar suas dúvidas jurídicas. O projeto conta com 8 (oito) advogados, cada um com uma especialidade, auxiliando empreendedores, universitários, cooperativas, ONG's, artistas de rua e criadores intelectuais em gerais, a montar o seu negócio ou startup.

Desde quando sua prática está em funcionamento?

Data: setembro/2015

Qual a principal inovação da sua prática?

O coletivo de oito advogados doa tempo e conhecimento jurídico gratuitamente aos empreendedores em geral que, por serem iniciantes e menos abonados, não dotam de recursos financeiros para arcar com assessoria jurídica especializada.

Explique como ocorreu o processo de implantação da prática.

O projeto começou nas aulas de propriedade intelectual com alunos de design na PUC-Rio que, em sua maioria, recorriam ao professor (fundador da prática), para tirar dúvidas sobre às suas criações intelectuais e startups. Alguns desses empreendimentos iniciantes, como acontecem em grande parte, demandam esclarecimentos jurídicos, como constituição de sociedade, tributos, registro de marca, contratação de equipe, relacionamento com fornecedores e usuários em geral. Dois desses empreendimentos iniciantes atendidos, atualmente, já atingiram escalabilidade, ao ponto de empregar funcionários, gerar receitas e se destacar no mercado.

Quais os fatores de sucesso da prática?

O atendimento jurídico gratuito, e especializado, aos empreendedores iniciantes.

Quais as difuldades encontradas?

1. Atender às demandas com agilidade, destacando que a prática ultrapassou mais de oitocentos empreendedores atendidos; 2. Interromper o atendimento jurídico gratuito quando o empreendedor já dota de recursos para a contratação de advogados; 3. Identificar os empreendedores iniciantes menos abonados, que de fato necessitam de assessoria gratuita, em contraste com àqueles que dotam de recursos financeiros para arcar com tais despesas.

Descreva resumidamente as atuais etapas de funcionamento da prática.

1. A prática iniciou-se na PUC-Rio, através de uma plataforma virtual (www.nos8.com.br); 2. Pouco tempo depois, ganhou dois prêmios internacionais, em razão da prática inovadora. Os prêmios vieram seguidos de mentorias, que contribuiram para o aperfeiçoamento do projeto. Um deles foi a adoção de uma sistematização no processo de seleção dos empreendedores, de modo a filtrar os usuários menos abonados que, de fato, necessitavam de assessoria jurídica gratuita; 3. Ato contínuo, a prática estabeleceu parcerias estratégicas no ecossistema das startups como, por exemplo, coworkings, cooperativas e incubadoras, cuja visibilidade e proximidade com empreendedores auxiliou na criação de modelos pré-concebidos de contratos; 4. Outro fato que contribuiu para a implantação da prática foi a celebração de associação como o BID e a Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, sendo este último na implantação do Núcleo de Prática Jurídica para Novos Negócios, onde os alunos, coordenados e supervisionados pelo coletivo NÓS 8, atendem gratuitamente às startups. 5. Destaca-se, ainda, que 7 (sete) empreendedores atendidos pela prática já saíram da condição de iniciantes e menos abonados e, atualmente, já se destacam nos respectivos mercados. Um deles, inclusive, foi o vencedor de famoso programa na televisão de fomento para startups e outro, selecionado por um investidor-anjo. Considera-se que o atendimento realizado pela prática, desde a concepção inicial do empreendimento, com a assessoria especializada de oito advogados (com distintas habilidades), foi fundamental para o êxito desses empreendedores.

Infraestrutura

1. A prática iniciou-se na PUC-Rio, através de uma plataforma virtual (www.nos8.com.br); 2. Pouco tempo depois, ganhou dois prêmios internacionais, em razão da prática inovadora. Os prêmios vieram seguidos de mentorias, que contribuiram para o aperfeiçoamento do projeto. Um deles foi a adoção de uma sistematização no processo de seleção dos empreendedores, de modo a filtrar os usuários menos abonados que, de fato, necessitavam de assessoria jurídica gratuita; 3. Ato contínuo, a prática estabeleceu parcerias estratégicas no ecossistema das startups como, por exemplo, coworkings, cooperativas e incubadoras, cuja visibilidade e proximidade com empreendedores auxiliou na criação de modelos pré-concebidos de contratos; 4. Outro fato que contribuiu para a implantação da prática foi a celebração de associação como o BID e a Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, sendo este último na implantação do Núcleo de Prática Jurídica para Novos Negócios, onde os alunos, coordenados e supervisionados pelo coletivo NÓS 8, atendem gratuitamente às startups. 5. Destaca-se, ainda, que 7 (sete) empreendedores atendidos pela prática já saíram da condição de iniciantes e menos abonados e, atualmente, já se destacam nos respectivos mercados. Um deles, inclusive, foi o vencedor de famoso programa na televisão de fomento para startups e outro, selecionado por um investidor-anjo. Considera-se que o atendimento realizado pela prática, desde a concepção inicial do empreendimento, com a assessoria especializada de oito advogados (com distintas habilidades), foi fundamental para o êxito desses empreendedores.

Equipe

O projeto conta com 8 (oito) advogados, uma designer (ex-aluna do fundador da prática), que monitora as redes sociais e um estagiário.

Outros recursos

O projeto está presente também na Escola de Direito da FGV Direito Rio onde, semanalmente, realiza oficina com os alunos e empreendedores.

Parceria

1. FGV Direito Rio; 2. Instituto Genesis; 3. Coworking XXVinte; 4. BID; 5. Goma (coworking); 6. Inovativa; 7. Associação de ex-alunos da PUC-Rio.

Equipamentos e sistemas

Em linhas gerais, a atuação da prática está atrelada à internet e no atendimento direto e pessoal com os empreendedores, realizado na sede do projeto, na Escola de Direito da FGV Rio ou em local de preferência do empreendedor iniciante.

Orçamento

A prática não tem finalidade lucrativa e suas despesas mensais giram em torno de 4 (quatro) mil reais, basicamente sustentadas pelas parcerias.

Parceiros Institucionais

Apoio